Laboratorios certificados? Chemnovatic

Uma das minhas muitas preocupações é a origem dos líquidos que vapeamos, quem os produz e se os métodos são seguros e sérios.

Um dos laboratórios, mais conhecido, por ser o que produz a maior parte dos líquidos portugueses está debaixo do radar, a Chemnovatic.

Não querendo fazer publicidade mas dando o valor pela certificação que tem e pelos que passa aos líquidos portugueses que com eles trabalham, fica aqui a transcrição dos posts da Chemnovatic e respectivas certificações.

O processo legal é, maioritariamente, mas não só, basado em dois regulamentos: REACH e CLP.

No que concerne à produção, fabrico ou mistura, o REACH é uma regulamentação em vigor na UE a partir de 1 de junho de 2007. Envolve substâncias químicas e afeta produtores, importadores e utilizadores.
REACH é acrónimo de Registration, Evaluation, Authorisation and Restriction of Chemicals – Registro, Avaliação, Autorização e Restrição de Produtos Químicos.

(…)

Conforme exigido pelo regulamento, as empresas devem identificar e controlar os riscos associados às substâncias fabricadas e comercializadas na EU, devendo demonstrar que a substância pode ser usada com segurança e informar os utilizadores sobre possíveis riscos ao manusear a substância ou as suas misturas.

A classificação, rotulagem e embalagem é uma questão igualmente muito importante para a indústria química (sim, os produtos utilizados na confeção dos convencionais líquidos para cigarro eletrónicos, são considerados químicos). Este processo é regulado pelo CLP (Classification, Labelling and Packaging) – regulamento CE n.º 1272/2008, de 16 de dezembro, relativo à classificação, rotulagem e embalagem de substâncias e misturas.
Qualquer produto contendo substâncias químicas (como, por exemplo, a glicerina vegetal – VG- ou o propilenoglicol – PG) tem que possuir um rótulo informando sobre quaisquer ameaças que possam ser causadas por este produto. Esta informação e a forma como a exibimos num produto, são reguladas pelo CLP.
As substâncias e suas misturas podem ter propriedades diferentes. Algumas delas podem causar danos à saúde humana ou ao meio ambiente e, até, serem extremamente perigosas (relembre-se o diacetil, acetil, acetoninas e outros que, não controlados, surgem, de forma inconsciente para o utilizador, no produto que lhe é vendido). É por isso que o primeiro passo é sempre definir o possível risco. Os produtos químicos podem ser prejudiciais, tóxicos ou fatais, dependendo da via de contato com o corpo humano, se a substância foi inalada, ingerida ou absorvida através da pele. Esse tipo de informação não é apenas importante para o usuário final, mas também para todos os que tiveram que lidar com isso, a partir dos produtores, distribuidores ou até transportadores, terminando nos consumidores.
A responsabilidade primária é, obviamente, do fabricante, contudo, em caso de incumprimento, o importador e/ou introdutor do produto no consumo, é igualmente responsabilizado.
Quando o produto químico (no nosso caso – bases, aromas ou líquidos) é corretamente classificado, dá-se início à criação do rótulo e seleção da embalagem apropriada. Dependendo do nível de ameaça, o rótulo do seu produto pode não ter marcação extra ou múltiplos pictogramas obrigatórios, sinais de alerta, declarações de perigo e instruções de precaução.
Os regulamentos servem mesmo para pessoas cegas, fornecendo um sinal de alerta sob a forma de um triângulo convexo, caso o produto químico represente uma ameaça ou, quando necessário, mecanismos à prova de crianças.
Considerando o que precede, estamos certos que, quando compram um líquido ou outro componente líquido para cigarro eletrónico, não estão conscientes de que a mistura e suas embalagens devem percorrer um longo caminho, antes de chegarem à prateleira da sua loja preferida.

Continuando a publicação anterior, importa referir que a Chemnovatic é uma das empresas mais certificadas no mundo, tendo recentemente concluído e adicionando à sua vasta qualidade, a análise e certificação ISO 9001: 2015, HACCP e GMP.

O que o significa, para nossos clientes, esta certificação adicional?

Uma garantia adicional de um sistema integrado de atividades baseados na segurança e a qualidade dos produtos, minimização do erro, bem como aumento de produtividade e qualidade.

As normas internacionais ISO, apenas atribuídas aquando da garantia de cumprimento CLP e REACH em todos os produtos, garantem segurança, fiabilidade e qualidade dos produtos. São um conjunto de ferramentas estratégicas que erradicam falhas de segurança, minimizam o desperdício e os erros humanos enquanto aumentam a produtividade e qualidade.

O sistema HACCP é um método de conduta e uma ferramenta que garante a segurança e higiene dos produtos.
Juntamente com a implementação dos princípios da Boa Prática de Higiene e das Boas Práticas de Fabrico (GHP/GMP), pode ser percebido como um sistema integrado de atividades relacionadas à segurança e fiabilidade do produto.

De salientar que estas certificações são extensivas a todos os produtos por nós produzidos, como por exemplo os líquidos Portugueses com produção Chemnovatic: CatWalk, Galaktika, Kosmos, Best Sellers (4Vapor), PDID’S (Azores Vapes), CH, Elements (H2O), Members Only, OhmVape, Loja do Vapa, Tribus, Trust Me, Tuga Sauce, The Vaping House, Forbidden Clouds e Wild Lince.

Partilha onde e com quem quiseres este conteudo. Ajuda outros vapers a descobrir a informação.
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *